[Resenha]: O Despertar do Príncipe - Colleen Houck (Deuses do Egito #1)

23 setembro 2015

Sinopse: Aos 17 anos, Liliana Young tem uma vida aparentemente invejável. Ela mora em um luxuoso hotel de Nova York com os pais ricos e bem-sucedidos, só usa roupas de grife, recebe uma generosa mesada e tem liberdade para explorar a cidade.Mas para isso ela precisa seguir algumas regras: só tirar notas altas no colégio, apresentar-se adequadamente nas festas com os pais e fazer amizade apenas com quem eles aprovarem.
Um dia, na seção egípcia do Metropolitan Museum of Art, Lily está pensando numa maneira de convencer os pais a deixá-la escolher a própria carreira, quando uma figura espantosa cruza o seu caminho: uma múmia — na verdade, um príncipe egípcio com poderes divinos que acaba de despertar de um sono de mil anos.
A partir daí, a vida solitária e super-regrada de Lily sofre uma reviravolta. Uma força irresistível a leva a seguir o príncipe Amon até o lendário Vale dos Reis, no Egito, em busca dos outros dois irmãos adormecidos, numa luta contra o tempo para realizar a cerimônia que é a última esperança para salvar a humanidade do maligno deus Seth.
Em “O despertar do príncipe”, Colleen Houck apresenta uma narrativa inteligente, cheia de humor e ironia. Este é o primeiro volume da aguardada série Deuses do Egito, uma aventura fascinante que vai nos transportar para cenários extraordinários e nos apresentar a criaturas fantásticas da rica mitologia egípcia.


“— A Eternidade é um tempo longo demais para não se ter alguma coisa para lembrar” (p.361)

As minhas impressões para o livro O Despertar do Príncipe não poderiam ser melhores. É o meu primeiro livro da autora Colleen Houck (pra quem não sabe, Colleen é famosa pela saga A Maldição do Tigre) e já estou apaixonada. Uma característica da autora que me chamou bastante atenção foi a sua narrativa, achei muito bem desenvolvida e rica em detalhes. O que tornou-se de bom grado já que a história se passa no Egito, um lugar cheio de cultura e tradições. É muito comum encontrar autores que se perdem na história por conta de não introduzirem bem os detalhes de uma cultura, tornando uma leitura extremamente chata! Então, o resultado positivo dessa obra deve-se ao equilíbrio da autora com a introdução da história de uma civilização que realmente existiu com o mundo fictício repleto de aventuras criado por Colleen.


Sobre os personagens, amei cada um deles até a última página. Eu costumo me estressar bastante com personagens, principalmente com os protagonistas, porque normalmente eles fogem completamente da personalidade para se tornarem pessoas extremamente insuportáveis e mimadas. Mas em O Despertar do Príncípe, Lilliana Young cumpre o que promete, tão quanto os demais. Lilliana é extremamente rica, porém não é mimada e sofre com a pressão dos pais para entrar em uma universidade de elite seguindo uma carreira que eles consideram apropriada. Frequenta eventos por livre e espontânea pressão e convive com pessoas que não suporta, mas não é algo que a incomoda já que aguentar tais situações proporcionam a sua liberdade para explorar as ruas de Nova Iorque, inclusive o Museu Metropolitano de Artes – que é o lugar onde tudo começa. Ou seja, onde uma múmia desperta.

Imagine ser uma múmia que desperta de 1000 em 1000 anos, e que se depara na cidade caótica de Nova Iorque? Não foram poucas risadas! Amon (a tal múmia) e seus irmãos são extremamente interessantes, todos com personalidades distintas, porém muito divertidos! Já deixo aqui registrado que o meu irmão favorito é o Asten, sem mais! Ok, perdi a compostura, voltando... 

O enredo é apaixonante, eu já comentei em outra resenha que tenho uma queda por livros que enriquecem mostrando uma cultura de outro lugar. A forma que Colleen entrelaçou o real com o fictício foi bem feito, e a parte fictícia muito bem elaborada. Enfim, a história é maravilhosa e terminou com um ótimo final, deixando aquela margem de dúvida e ansiedade de como será o próximo.

“—Na verdade, se eu pudesse engarrafar o seu cheiro de lótus e levá-lo comigo para percorrer o deserto, mesmo que estivesse com isolação, morrendo de sede e só quem pudesse me salvar fosse um xeique do deserto que quisesse ficar com o frasco para si, e mesmo que essa troca fosse me salvar a vida, eu não me separaria do seu cheiro nem por todas as joias, sedas e riquezas do Egito e de todas as terras ao redor. Dizer que o seu cheiro é agradável para mim é um eufemismo dos mais vis.” (p.193)


O Despertar do Príncipe (Deuses do Egito #1)
Título Original: Reawakened
Autora: Colleen Houck
Ano: 2015 
Páginas: 384
Idioma: Português 
Editora: Editora Arqueiro

4 comentários:

  1. Hey!
    Tô louca pra ler esse livro!
    Na verdade tô louca pra ler os livros da Colleen, ainda não li nenhum!
    Estava na esperança de ganhá-lo na Gincana da Editora Arqueiro, mas não rolou! Hahahaha
    Adorei sua resenha!

    Beijos.

    http://tordodemorango.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oi
    Estou lendo esse livro no momento. Estou AMANDO!!!!!!
    Sou apaixonada por mitologia egípcia e o Amon é muito fofo.
    Essa capa é muito perfeita.
    bjs

    www.entrepaginasesonhos.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vc sabe sobre mais livros com o mesmo contexto de O despertar do príncipe?!? Que sejam de cunho Egipicio?!? É que eu adoraria ler mais livros sobre essa mitologia... Obrigada pela atenção

      Excluir
  3. Oii
    Já é a terceira resenha que leio desse livro e gostei muuito da estória.
    Aliás eu gosto muito dessas estórias que envolvem mitologia. Porque você acaba aprendendo uma coisa ou outra no meio.

    Beijos
    www.ooutroladodaraposa.com.br

    ResponderExcluir

Muito obrigada pela visita! Eu respondo por aqui mesmo ou pode deixar o link do seu blog que eu visito você :) Espero que você volte logo! Nanda ;)