Resenha: Melhor Que Chocolate de Laura Florand

12 março 2015

Sinopse: Melhor Que Chocolate - Que atire a primeira pedra quem não gostaria de ter essas três coisas misturadas em meio a uma aventura inesquecível. Pois é mais fácil do que parece, basta abrir este delicioso (sem exageros) romance de Laura Florand. Cade Corey é uma jovem executiva que cuida do negócio bilionário de chocolate da família, uma empresa popular nos Estados Unidos. Ela sonha em construir uma linha premium de seus produtos, e, como boa conhecedora do seu negócio, sabe que encontrará o chocolate perfeito em Paris. Na verdade, o chocolate perfeito está, mais especificamente, nas mãos igualmente perfeitas de Sylvain Marquis, o melhor chocolatier da cidade. O problema é que Sylvain se recusa a associar sua arte a uma grande empresa que só pensa em destruir sua técnica para reproduzi-la em grande escala. Isso para ele é um insulto, e não uma proposta! Contudo, embora o francês jure que está em paz para tocar a vida, aquela americana teimosa não lhe sai da cabeça. E Cade sente o mesmo: adoraria simplesmente fechar negócio com outro especialista parisiense, entretanto, não consegue esquecer os olhos cortantes de Sylvain e sua personalidade arrogante, porém tão viciante quanto seus doces. Paris está prestes a ficar pequena para o que existe entre eles. Pegue uma boa xícara de café e saboreie tudo aquilo que é melhor que chocolate. Você não vai se arrepender!

Chocolate e romance, com Paris de pano de fundo, como não amar? ;)


Cade Corey (sim, esse é o nome dela hehe) vai pra Paris porque ela quer realizar o seu sonho de infância de criar uma linha sofisticada de chocolate europeu para a empresa multimilionária da sua família. As barras de chocolate Corey são o maior sucesso nos Estados Unidos, mas em Paris, Cade é incapaz de encontrar um chocolatier que queira ter o seu nome na nova linha de Cade. Sylvain Marquis foi recentemente nomeado o melhor chocolatier de Paris e ele é a primeira pessoa que Cade procura com a sua proposta, mas ele recusa na mesma hora, e ele não é nada educado.

Aliás, abrindo um parêntese aqui pra você que tá indo pra França, logo no começo, tem a cena que a Cade tá chegando na loja do Sylvain toda confiante, querendo treinar o francês que ela passou meses estudando e se dedicando ao máximo, com aulas particulares e tudo. Quando ela chega lá e começa a falar, todo mundo responde ela em inglês e ela fica super triste, e foi exatamente como eu me senti quando isso também aconteceu comigo :'( Os franceses são muito educados e eles são simpáticos sim, mas você também vai dar de cara com um povo beeeem arrogante, então meu conselho pra você é: não desista que você vai conseguir falar lindamente um dia :D 


Cade é uma sábia mulher de negócios que cresceu cercada por tudo relacionado ao chocolate, o negócio da família. Ela sonhou a vida inteira em viajar para a cidade das luzes e se jogar no mundo dos mestres do chocolate. Ela não é nada do esteriótipo de uma americana que cresceu cercada de dinheiro, ela trabalha duro, é confiante e teimosa, mas ela também tem uns parafusos a menos hehe. Ela não entende porque Sylvain não quer não quer ser parceiro nos negócios dela, ele vai ganhar muito dinheiro e vai ser um bom investimento para os dois. Por outro lado...

Sylvain...ai ai. O nosso mocinho francês é um pé no saco, mas da forma mais engraçada e doce possível. Eu não sei como a autora conseguiu escrever ele de modo que dá pra ver a paixão pela arte dele (Sim! O chocolate é uma arte e uma experiência pra ele, e eu concordo ♥), nós vemos a arrogância, mas também vemos insegurança e até um pouco de vulnerabilidade, o que faz dele muito mais do que o típico francês arrogante que eu já li em outros livros. Eu queria ver o olhar de pavor dele toda vez que a Cade vinha com uma proposta de venda de uma das receitas dele, e eu ficaria tão indignada quanto ele. Alôôô, é um chocolate PREMIUM gente! Não dá pra ir para as prateleiras do Walmart e ser vendido por 1$! 


Só que mesmo com as suas (grandes) diferenças de opinião, rola uma atração logo de cara entre os dois, e eles acabam se encontrando acidentalmente várias vezes e a tensão sexual só aumenta! Adoooro romances que os mocinhos começam se detestando, a gente sabe bem que o amor e o ódio andam de mãos dadas né?

Como Cade é determinada e não vai sair de Paris sem conseguir o que quer, ela tem uma ideia brilhante (e perigosa). Infelizmente, eu não posso dizer pra vocês o que a maluca da Cade faz, haja vista que eu tenho que manter essa resenha spoiler-free, mas é uma coisa que definitivamente chama a atenção de Sylvain. Aos curiosos, eu posso dar uma dica: procurem o título original do livro e usem a imaginação de vocês ;) As palhaçadas da Cade e as discussões ridículas dos dois só fez acrescentar e enriquecer a leitura na minha opinião.

O que diferencia esse romance dos outros que a gente tá acostumado, além da localização, (que é descrita de uma forma muito vívida por sinal, você se sente andando pelas ruas de Paris), é o chocolate, ele é o fator principal e é o motivo de união desse casal mais que improvável. O romance deles acontece rápido, de certa forma, mas eu não achei isso ruim. Eles tem uma conexão forte através da paixão deles pelo chocolate e a relação deles fez todo o sentido pra mim :) Se você gosta de Paris, quer ler descrições maravilhosas sobre receitas de chocolates e gosta de um romance fofo, você vai adorar Melhor Que Chocolate.


Título: Melhor Que Chocolate
Autor: Laura Florand
Editora: Unica
Ano de publicação: 2015
Número de páginas: 288

8 comentários:

  1. Aaaaah, Fernanda! Eu tava super em dúvida se pedia esse ou não, mas agora acabei de me decidir. Ao contrário de vc - menina chique! -, nunca fui a Paris e nem sei falar (acho que isso nem pretendo. rs), mas achei legal vc dar seu relato. Não gosto muito de chocolate, mas vou imaginar tudo com chocolate branco, aí fica mais gostoso. kkkkkkkk
    Beijinhos!
    Giulia - www.prazermechamolivro.com

    ResponderExcluir
  2. Não sabia que o livro era tão bom. O livo parece ser ótimo, de início, não tive vontade de ler o livro, por conta da capa, que não gostei, mas depois de ler sua resenha, que está ótima, fiquei bem curioso, em saber o que ela apronta.

    Essa ultima gif fez meu estomago roncar de desejo.

    Beijos,
    http://www.marcasliterarias.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oii!
    Nossa, fiquei supeeer curiosa pra ler esse livro!
    Deve ser um romance super leve, fofo, divertido e delicioso, claro, ahha.
    Tem todos os pontos que mais me agradam! Definitivamente vou precisar de um estoque de chocolate pra ler esse livro, hahaha.
    Beijos
    www.romanceseleituras.com

    ResponderExcluir
  4. Oi minha xará! =P
    Realmente, com essa combinação não tem como não amar!!
    Eu já tinha passado por esse livro em uma livraria e a capa tinha me chamado atenção. Agora que li a tua resenha, quero sair correndo daqui pra comprar o livro logo!! Amo histórias em Paris, e misturado com a indústria do chocolate, só tem como ficar melhor! Adorei!

    Beijos,
    Fernanda
    http://oprazerdaliteratura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Espera que eu vou ali comer um chocolate e já volto ...
    hsaushauhasuh ..... adorei sua resenha amiga, eu não estava dando muita coisa para esse livro não, mas agora com sua resenha passei a cogitar a leitura! Acho legal isso tbm dos mocinhos se odiarem e logo estar desejando um ao outro *-* pelo que parece é um livro apaixonante mesmo!!

    xoxo
    http://www.amigadaleitora.com/

    ResponderExcluir
  6. Ai Fernanda, que maldade!
    kkkk
    Eu sou louca para conhecer Paris e chocólatra assumida. Tudo isso num livro, com romance???? Tô dentro!
    Esse enredo me lembrou de leve a novela Chocolate com pimenta, lembra?!
    Estou curiosa para conhecer os desentendimentos do casal, nos negócios e fora dele... muito vida real, né?!
    Adorei!
    Beijos
    Chrys Audi
    Blog Todas as coisas do meu mundo

    ResponderExcluir
  7. Oie Fer
    Eu estava louca para saber se esse livro tinha um romance fofo e empolgante. Pronto, a resposta foi sua resenha rs Sem falar que amo Paris como cenário. Sem dúvida é uma cidade que quero muito conhecer.
    Bjos
    www.mybooklit.com

    ResponderExcluir
  8. Nanda do céu, to aqui imaginando você na frança falando francês! Que feliz isso, né? Muito coisa de filme! Bacana saber que nem todos os franceses são mal educados!
    E eu fiquei muito curiosa para ler! Parece ser um livro delicinha!

    Beijoo,
    http://www.pitadadecultura.com/

    ResponderExcluir

Muito obrigada pela visita! Eu respondo por aqui mesmo ou pode deixar o link do seu blog que eu visito você :) Espero que você volte logo! Nanda ;)