Resenha: O Lado Bom da Vida de Matthew Quick

11 fevereiro 2015

Sinopse: Pat Peoples, um ex-professor na casa dos 30 anos, acaba de sair de uma instituição psiquiátrica. Convencido de que passou apenas alguns meses naquele 'lugar ruim', Pat não se lembra do que o fez ir para lá. O que sabe é que Nikki, sua esposa, quis que ficassem um 'tempo separados'. Tentando recompor o quebra-cabeça de sua memória, agora repleta de lapsos, ele ainda precisa enfrentar uma realidade que não parece muito promissora. Com o pai se recusando a falar com ele, a esposa negando-se a aceitar revê-lo e os amigos evitando comentar o que aconteceu antes de sua internação, Pat, agora viciado em exercícios físicos, está determinado a reorganizar as coisas e reconquistar sua mulher, porque acredita em finais felizes e no lado bom da vida.
Sim, eu realmente acredito no lado bom das coisas.


Oi gente! Sim, só agora eu li o livro, sim, eu assisti o filme bem antes de ler o livro, mas não me arrependi nadinha e vou já já contar o porquê ;)

Conheça o Pat, ele tem 30 e poucos anos e ele é um novo homem, a melhor versão dele, agora ele prefere ser gentil do que ter razão. Ele finalmente conseguiu sair do "lugar ruim" com a ajuda de sua mãe e agora ele está tentando colocar a sua vida de volta nos trilhos. Pat tem uma teoria, a vida dele é um filme, e ele tem que entrar em forma e se tornar uma pessoa mais culta no âmbito da literatura, assim o filme da vida dele vai ter um final feliz e finalmente vai acabar o "tempo separados" e ele vai se reconciliar com a sua esposa Nikki.

Não quero ficar no lugar ruim, em que ninguém acredita no lado bom das coisas, no amor ou em finais felizes, e onde todo mundo me diz que Nikki não vai gostar de meu novo corpo, nem vai querer me ver quando acabar o tempo separados. Mas também tenho medo de que as pessoas de minha antiga vida não sejam tão entusiásticas quanto estou tentando ser agora. Pág. 8

Só tem um problema: desde que Pat voltou pra casa tudo parece fora de lugar, por que ninguém fala com ele sobre a Nikki? Por que ele não conhece mais os jogadores dos Eagles? Por que tanta coisa mudou em apenas alguns meses? Para piorar tudo, ele está sendo constantemente assombrado por uma música de Kenny G e toda vez que ele sai pra correr, ele é perseguido pela maluca da Tiffany! Ahh Tiffany, Pat quer distância dessa mulher, mas o seu novo terapeuta aprova e incentiva um novo relacionamento, embora o Pat esteja cansado de repetir que ele é um homem casado! 


Tiffany passou por muita coisa de partir o coração. Ela é uma mentirosa compulsiva e também sofre de uma doença que ela não pode controlar. Pat e Tiffany encontram um denominador comum um no outro e formam vínculo único ao longo da narrativa.

Agora eu acho que Pat Peoples não é tão louco. Mesmo no meio da bagunça que é a vida dele, ele é muito consciente dos humores e das sensibilidades das pessoas com quem ele interage, e é por isso que eu gostei tanto dele, ele é sempre amável. Ele também reconhece que é mentalmente instável, e sabe como a vida pode ser difícil. Por causa da doença dele, ele passa por uma série de situações que muitos de nós nunca vamos ter que passar, ele faz terapia, toma um monte de remédios e mesmo assim, ele continua uma pessoa extremamente positiva e ele melhora, ele consegue sair do “lugar ruim”.

O livro é narrado por ele em uma série de capítulos curtos e cativantes. Em muitos aspectos, Pat parece meio infantil, mas ele é um personagem muito interessante e doce, e tudo o que eu queria durante o livro era dar um abraço nele, é aquele personagem que você quer ajudar, mas não pode e fica torcendo para que ele encontre o seu final feliz. 

Aquelas pessoas diferentes do “normal” que nós conhecemos podem abrir os nossos olhos para ver o mundo de uma forma diferente, enxergar humor nas mais improváveis das circunstâncias e que “louco” é apenas incompreendido. O Lado Bom da Vida tem romance, tem humor, tem uma pitada de mistério e virou um dos meus livros favoritos :)

Quando eu falei no começo que eu fiquei feliz de ter lido o livro depois de ter assistido ao filme, é porque eles são bem diferentes, mas da melhor forma possível, cada trama tem seus próprios aspectos, mas acredito que o livro e o filme possuem as partes mais importantes em comum. Eu acho, mas não posso ter certeza, de que se eu tivesse lido o livro antes de assistir o filme, eu provavelmente não ia gostar do filme, e eu adoooro o filme, então eu fiquei super feliz de ter lido o livro só agora ;) e eu não posso falar mais sem acabar dando spoiler de um ou do outro.

O Pat começa a ler os livros da lista de literatura americana que a Nikki ensina na escola de ensino médio que ela dá aula, porque ele acha que assim ele vai ser um marido melhor, logo, eu acho importante ressaltar para vocês que toda vez que ele está lendo um livro (partes que eu adorei por sinal!), ele dá vários spoilers e eu resolvi colocar a lista dos livros aqui pra vocês ficarem cientes disso ao começar essa leitura :p 

"O Grande Gatsby", de F. Scott Fitzgerald.
"A Redoma de Vidro", de Sylvia Plath.
"Adeus às Armas", de Ernest Hemingway.
"A Letra Escarlate", de Nathaniel Hawthorne.
"As Aventuras de Huckleberry Finn", de Mark Twain.
“O Apanhador no Campo de Centeio” - J.D. Salinger.


- A vida é dura, Pat, e os jovens têm de saber o quão difícil ela pode ser.
- Por quê?

- Para que sejam solidários. Para que compreendam que algumas pessoas têm mais dificuldades do que eles e que uma passagem por este mundo pode ser uma experiência totalmente diferente, dependendo de quais substâncias químicas estão ativas na mente de um indivíduo. Pág. 116
Autor: Mathew Quick
Editora: Intrínseca
Ano de publicação: 2012
Número de páginas: 256

9 comentários:

  1. Oi Nanda :)
    eu já vi o filme mas não li haha quero fazer igual a você e ler assim que possível.
    Adorei sua resenha e concordo que o Pat não é tão louco, ah e amei o gif haha

    beijo,
    Guerra de Almofada

    ResponderExcluir
  2. Oii Nanda!!
    Eu adoreeei esse filme. Lembro que quando fui assistir falaram que era péssimo, mas eu acabei gostando muuuito. Fiquei bem curiosa para ler o livro, ainda mais se o filme não estraga o livro haha.
    Adorei a resenha!

    Beijo!
    http://www.pitadadecultura.com/

    ResponderExcluir
  3. Que bom que gostou do livro mesmo tendo assistido o filme antes. Eu gostei do filme em algumas partes, mas achei que a essencia do livro foi retirada dele e se tornou mais um filme de comédia romântica da Sessão da Tarde, sabe? No caso, não desgostei completamente, por que amo comédias românticas. haushaus' Enfim, o livro é lindo e Pat é inesquecível <3

    Beijos
    http://mon-autre.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. Nanda linda!

    Sempre olhei meio torto para esse livro! Pois bem, isso acabou de acabar! Quero ler!!! rsrs
    A sua resenha está ótima de me deixou encantada com a história e com o Pat, mesmo sem ter lido. Estou curiosa agora e espero poder ler logo, ou ver o filme primeiro?! Que eu aprecie os dois como você! rs

    Beijos,
    Celle
    www.bestherapy.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Olá,
    Eu nunca tive interesse em ler esse livro, não sei bem o motivo, mesmo parecendo ser uma obra bacana e etc. Nem o filme eu vi, não me interesso muito pelos livros desse autor =p.
    Beijos.
    Memórias de Leitura - memorias-de-leitura.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. AHHHHHHHHHHH E-A-G-L-E-S! EAGLES! EAGLES! EAGLES!
    Como comentar numa resenha de um dos seus livros preferidos e não surtar?
    Fê, sua resenha está maravilhosa *-*
    Assim como você tive a oportunidade de ler o livro antes de assistir o filme e por ter feito isso antes hoje gosto dos dois, por mais que sejam bem diferentes :)
    Adorei!

    P.S.: A cena em que ele lê o livro e se revolta é uma das minhas preferidas, porque é bem assim mesmo e poucos tem uma reação como a dele <3

    Beijos,

    http://blogimaginacaoliteraria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Oi Fe, tudo bem?

    Ah eu li esse livro tem tanto tempo, mas também me apaixonei. Leitura fácil e super gostosa. Você se diverte e ao mesmo tempo se emociona. Não gostei da adaptação do filme. Achei fraquissima, principalmente no que diz respeito a ex mulher do Pat

    beijos
    Kel
    www.porumaboaleitura.com.br

    ResponderExcluir
  8. Gostei bastante do livro, amei a forma que Matthew conseguiu escrever esse livro. Não é meu favorito, mas ele tem algo que me marcou minha vida.

    Segui seu blog, amei tudo por aqui.
    Adoraria se visitasse meu blog, e se podesse, seguir! Ie
    Abraços!
    http://aventurasemlivro.com

    ResponderExcluir
  9. Ele parece ser bom livro, o filme é ótimo. Filme muito bom. Bem dirigido, um bom roteiro, divertido, inteligente. Jennifer Lawrence esta digna em seu personagem, ja mostrou que é uma excelente atriz, ja Bradley Cooper me surpreendeu, a história tem sido os melhores filmes com Bradley Cooper que eu vi. Atuações ótimas até mesmo dos coadjuvantes Robert De Niro e Jacki Weaver estão ótimos. Uma ótima historia, madura, diferente de todas essas comedias dramáticas/românticas. Vale muito apena acompanhar.

    ResponderExcluir

Muito obrigada pela visita! Eu respondo por aqui mesmo ou pode deixar o link do seu blog que eu visito você :) Espero que você volte logo! Nanda ;)