Fuxicando sobre chick-lits - Desafio de Agosto: Aconteceu Em Paris de Molly Hopkins

31 agosto 2013

"Chick-lit" é um gênero literário que abrange a vida da mulher moderna, sendo voltado, principalmente, para o sexo feminino. São romances leves, com um toque de humor, que narram o quotidiano e entram fundo nas dúvidas e emoções das personagens, transmitindo, normalmente, a sensação de estar lendo o relato de uma amiga. As história nesses livros poderiam facilmente ser uma conversa entre garotas ou mulheres, na qual há compartilhamento de sonhos, segredos, confissões.

Oi Gente!!! Ráááá!! Olha eu trazendo a resenha do desafio aaaaaaaaaaaaantes do mês acabar!!! Viu só? é só ter fé e acreditar haha

Eu estou oficialmente triste!! Não aguento mais toooooodo mundo falando dessa bienal linda que eu não vou haha! Bom, daí então eu decidi me alegrar e alegrar vocês, é claro, com assuntos mais pra cima: tipo Paris!!!

O tema desse mês é: 
Leia um chick-lit de, no mínimo, 400 páginas!

Eu queria demais ler esse livro desde que a Novo Conceito mostrou os lançamentos de julho e enchi tanto o saco dos meus amigos que um deles comprou o e-book pra mim \o/ eeeeeeeeeeee


Sinopse: Evie Dexter quer fazer carreira como guia de turismo. Determinada como é, e cheia de coragem por causa de um ou outro drink, ela logo começa a “melhorar” seu currículo. E consegue um ótimo emprego: acompanhar turistas por toda Paris.Agora é só uma questão de se firmar como profissional demonstrando o seu melhor. Mas os vinhos franceses são tão gostosos... E seu tutor, Rob, é bonito demais! O primeiro romance de Molly Hopkins é um livro que todo mundo gostaria de ler. É verdade que você pode se incomodar com o comportamento de Evie quando ela descobre que Rob é muito rico, e pode até ser que você ache que Rob é exageradamente controlador. Mas nada é maior que as gargalhadas que você dará quanto mais conhecer a garota descomedida, apaixonada e com um imenso coração que é Evie. Uma moça como muitas que conhecemos.

Então, vou falar da Evie Dexter pra vocês, ela é completamente maluca! Pronto, resumi bem e já dei uma idéia né, agora eu posso me aprofundar mais. A Evie é cheia de defeitos, acredita em coisas inacreditáveis, é otimista demais, é uma spendaholic (a mulher tem uma dívida inimaginável com os cartões de crédito, ops! lembrou de alguma outra personagem? hehe), ela mente com a mesma facilidade que respira, é muito divertida e tem um coração enorme, e mesmo que as vezes ela deixe o leitor com raiva, acho que é por isso que ela cativa o leitor com tanta rapidez :)

"Amar não é encontrar uma pessoa com quem você queira viver junto. É entender que encontrou uma pessoa e não pode viver sem ela." 

Tudo começa com uma ressaca, a Evie acabou de perder o emprego e como eu já falei, ela tem uma boa dívida para pagar, e assim, sem mais nem menos, ela resolve ser guia de turismo.

"- Eu quero viajar, conhecer novas pessoas e ser paga para isso. – Eu me contorci. Isso soava fútil até mesmo para mim.- Nesse caso, você já pensou em seguir carreira como astronauta? (...)- Primeiro – ela começou -, você não tem senso de direção. Segundo – ela me encarou sem piscar os olhos castanhos -, sua mala foi parada pelo controle de alfandega e explodida como medida de segurança na nossa viagem para Espanha, onde acabamos presas em Málaga por onze horas até seu pai pagar a fiança... Se conseguir o emprego de guia turística, alguém vai processa-la ou você vai acabar no jornal das dez ou sabe-se lá onde. Você é a última pessoa apta a um trabalho como esse!"
Aí vocês lembram que eu falei que a Evie mente?! Então, ela dá uma enfeitadinha de nada no currículo dela, e voilà!! Ela consegue um emprego como guia turística e ela tem que começar imediatamente! Ela não tem nenhuma experiência nessa área, tem um senso de direção pior que o meu e o meu é horrível, fora que ela não pode abrir uma garrafa de vinho sem beber tudo haha.

Primeira excursão: Paris - a cidade luz! E ela nem conhece Paris tão bem como ela disse que conhecia e não fala francês desde tipo, o ensino médio! Mas quem liga?! Vai dar tudo certo! Só que não deu! Desde o primeiro dia foi uma confusão só, na hora de sair, ela ficou tão distraída com a mala gigantesca que ela fez, que ela esqueceu a bolsa dela - com todo o dinheiro e o passaporte - em cima da sua cama, só isso!

Ela chega no ponto de encontro do ônibus da excursão arrasada, chorando, desesperada e jurando que já ia ser demitida, quando ela recebe ajuda do seu mais novo colega de trabalho. Rob é o motorista do ônibus da empresa que contratou a Evie, e ele é PERFEITO! Lindo, atencioso, prontinho pra salvar a Evie, e parece querer um relacionamento sério com ela... o que mais que ela podia querer? Só que nem tudo na vida são flores né? E a Evie descobre que nem tudo é perfeito...

Ahh gente, tudo que tem Paris me ganha rapidinho! Amei o livro, a narrativa é super fluída, nem vi as 480 páginas passarem, adorei a narrativa da Molly, muitos momentos pra rir bastante, e alguns tristes para nos fazer pensar, amei todas as personagens, os amigos da Evie e a sua irmã maluca. Um romance muito bom, uma capa linda e La Ville-Lumière, tem como não amar? 

Acompanhem a Evie conhecendo e se atrapalhando em Paris!!! :)

Aconteceu em Paris (It Happened in Paris) (Skoob - Saraiva)
Autora: Molly Hopkins
Editora: Novo Conceito
Ano: 2013
Área Principal: FICÇÃO
Assuntos: ROMANCE


A saga da Evie não acaba por aqui não, ela continua em Aconteceu em Veneza! Que eu não faço ideia quando que vai lançar aqui no Brasil. Eu não posso colocar a sinopse aqui porque ela dá SPOILER do primeiro livro, tô avisando!! Eu já comprei o e-book de It Happened in Venice e faço resenha assim que eu ler :) Enquanto isso, vou colocar a capa aqui para os curiosos - assim como eu :p Eu achei duas capas e eu não sei qual é de qual país, maaaaas, curtam aí :)


E aí curtiram?! Assistam o booktrailer que a NC preparou só para tirar as últimas dúvidas :)


Beijos, Nanda.

3 comentários:

  1. Oi amiga,
    Arrasou na resenha :)
    Concordo que ter Paris no livro já é meio caminho andado (muita sorte sua já ter conhecido :p) e quando vi que ela vai virar uma guia de turismo, me ganhou rsrs.
    Por enquanto não serei guia, mas quem sabe, né. Me pagando para ir para Paris, iria agora e estudaria dia e noite kkk
    Estou com muita vontade de ler o livro. Parece ser bem fofo!
    Essa continuação também deve ser mega legal. Se tem Veneza, só pode :)
    bjs

    http://entrepaginasesonhos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oi, Nanda.
    Doidinha mesmo essa Evie hehe. Adorei a resenha. Super divertida e me deu muita vontade de ler. Vai pra minha listinha. :) Daria uma ótima comédia romântica, não é?
    Beijos e parabéns pelo aniversário do seu blog também. =D

    Beijos.

    ResponderExcluir
  3. Olá Fernanda,quanto tempo não? rsrs
    Adorei saber mais deste Chick-lit,eu amo os Chick-lit.
    Bem bacana a sua resenha e me deixou super curiosa para ler ele ^^.
    Me parece fofo *-*.
    Beijos
    Tamires C.
    http://de-tudo-e-um-pouco.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Muito obrigada pela visita! Eu respondo por aqui mesmo ou pode deixar o link do seu blog que eu visito você :) Espero que você volte logo! Nanda ;)