Resenha: Walking Disaster de Jamie McGuire

05 maio 2013

Sinopse: Finalmente, o tão aguardado follow-up para o bestseller do New York Times, Beautiful Disaster. Você pode amar alguém demais? Travis Maddox aprendi duas coisas de sua mãe antes de morrer: Amar muito. Lutar mais ainda. Em Walking Disaster, a vida de Travis está cheia de mulheres rápidas, jogos clandestinos e violência. Mas quando ele pensa que é invencível, Abby Abernathy o traz de joelhos. Toda história tem dois lados. Em Belo Desastre, Abby teve a sua vez. Agora é hora de ver a história através dos olhos de Travis.







Oi gente!! Finalmente eu consegui ler Walking Disaster, quero agradecer muito à Priscila que me enviou o livro em inglês e me fez passar a noite acordada lendo :D Olha como eu fiquei quando ela respondeu ao meu e-mail.


Eu li e eu reli e é lindo, viciante, apaixonante, uma adição brilhante ao primeiro livro *-* Quero pedir desculpas logo de cara porque essa resenha vai ser longa e chata e com muitos e muitos ataques de fan girling, sinto muito e se você chegar até o final, você terá todo o meu respeito e admiração haha. Então, vamos pra resenha?


Nota: se você ainda não leu Belo Desastre e não gosta de spoilers, vai parando por aqui porque eu acho que eu vou acabar soltando um ou outro sem querer hehe.

Começando pelo começo, eu postei aqui o prólogo livremente traduzido por mim ano passado, e antes de lê-lo, eu confesso que achava que um liiiiiivro inteiro do ponto de vista do Travis não era necessário, maaaaas, após o prólogo, tudo mudou e eu mal podia esperar pelo livro, e não me decepcionei, as minhas expectativas foram além de superadas! E eu vou contar para vocês a minha experiência durante a leitura e o que eu achei durante cada parte, e daí vocês vão me achar maluca.
"Eu tentei me lembrar de tudo o que ela me disse. Eu tentei grudar tudo dentro da minha cabeça: Brincar. Visitar papai. Lutar pelo que eu amo. A última coisa me incomodou. Eu amava mamãe, mas eu não sabia como lutar por ela. (...) Eu prometi à ela na minha cabeça que faria todas as coisas que ela havia me dito assim que o meu corpo voltasse a funcionar. Quando a tristeza fosse embora, eu iria sempre brincar, e eu iria sempre lutar. Muito."
Tá, o que foi o prólogo mesmo?! Foi simplesmente lindo né? As emoções cruas, foi tudo muito doloroso, Travis era muito jovem e não só ele, seus irmãos também, e eu fiquei triste por todos eles, inclusive por seu pai.
"Abby estava deitada fraca e doente em meus braços, dependendo de mim para cuidar dela. Naquele momento percebi que meus sentimentos por ela eram muito mais fortes do que eu pensava. Em alguma hora entre o momento em que nos conhecemos, e segurando-a no chão daquele banheiro, eu tinha me apaixonado por ela."
Essa aqui é a mesma história de Belo Desastre, só que com novas cenas e novos sentimentos, e, claro, essa daqui é narrada pelo Travis, e vendo tudo pelos olhos dele, se você não gostava da Abby em Belo Desastre (teve gente que não gostou), você vai detestar essa pequena aqui nesse livro haha, eu até gostei dela e meio que entendi engoli porque ela fez tudo o que ela fez em Belo Desastre, só que aqui ela me deu nos nervos, e eu achei ela uma completa idiota muitas muuuuuuitas vezes.
"-Não consigo acertar uma com você. Não consigo acertar uma com você! Você diz que não quer mais nada comigo...Eu estou aqui, triste pra cacete! Tive que quebrar meu celular em um milhão de pedacinhos pra não te ligar a cada minuto de cada maldito dia! Tenho que fingir que está tudo bem na faculdade, pra você poder ser feliz...E você está brava comigo?! Você partiu a porra do meu coração!"

Aqui a gente sabe como ele quebrou o celular dele no Ano Novo, a gente também sabe que o Parker não é aquele príncipe no cavalo branco que ele parecia ser, a gente vê que o Travis tem uma amizade muito bacana com a America, a gente vê a visão que ele tem da vida e do mundo e entende o jeito bem descabido dele lutar pela Abby. Temos muitas cenas dele com o Shepley, que eu só fiz gostar muito mais, e com o Trent, que salvo engano é o protagonista do próximo livro da Jamie e cenas deles todos juntos e da família dele também :)
"Eu olhei para o chão, e em outros lugares, exceto para o sorriso presunçoso do Shepley. Eu lutei contra ele por um tempo, mas a idéia do cachorro era brilhante. Abby iria enlouquecer (num bom sentido por uma vez), e eu poderia mantê-lo no apartamento. Ela iria gostar de estar aqui todos os dias.
"Eu gosto dela", eu disse através dos meus dentes.
Shepley estendeu a mão ao ouvido. "O quê? Eu não consigo ouvi-lo. "
"Você é um idiota! Você ouviu isso? "
Shepley cruzou os braços. "Diga."
"Eu gosto dela, ok?"
"Não está bom o suficiente."
"Eu tenho sentimentos por ela. Eu me preocupo com ela. Muito. Eu não aguento quando ela não está por perto. Feliz? "
"Por enquanto", disse ele, agarrando a mochila do chão."
Como nós estamos na cabeça de um homem e não de uma mulher, é bem engraçado de ver o que é importante pra um e o que é importante pro outro, e assim a gente fica sem algumas cenas, lógico, mas daí a gente tem um grande bônus com várias e várias cenas muito legais que a gente só podia ter nesse livro mesmo. 
"Naquela manhã, deitado com a mulher que eu amava, uma promessa silenciosa foi formada na minha cabeça. Eu ia me tornar um homem melhor para ela, alguém que ela merecia. Nada de perder a cabeça. Nada de deixar meu temperamento me vencer, ou explosões violentas."
E no final ainda somos presenteados com o melhor epílogo do mundo *-* Foi de cair o queixo, foi uma combinação de Ah meu Deus! com Como assim?! E daí eu voltei a gostar da Abby e me apaixonei ainda mais pelo Travis, se é que isso era possível.
"Abby tocou a palma da sua mão no meu rosto. "Sabe de uma coisa, Sr. Maddox?"
"O que, baby?"
Sua expressão se tornou séria. "Em outra vida, eu poderia te amar."
Eu a olhei por um momento, para os seus olhos envidraçados. Ela estava bêbada, mas apenas por um momento não parecia errado fingir que ela quis dizer isso.
"Eu poderia te amar nessa vida."

E é isso gente, mil perdões pelos milhões de quotes e pelos ataques de fã, pelos possíveis spoilers, e por isso tudo ter ficado super hyper ultra mega longo. Se você chegou até aqui, você é um guerreiro :D Espero que vocês tenham gostado! O lançamento de Walking Disaster está previsto para julho pela editora Verus.


Ahh, olha a capa do UK, a minha preferida *-*


Beijos, Nanda.

16 comentários:

  1. Oi Nanda,
    Eu não li belo desastre ainda então tive que para de ler, mas fiquei super curiosa para saber o que você falou. Preciso ler logo esse livro *.*
    Bjs

    entrepaginasesonhos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Nanda, só não li a resenha completa para não ter nenhum spoiler, já que eu não li Belo Desastre ainda :/ Mas estou super curiosa para ler.

    Um beijo, Karine Braschi.
    Geek de Batom.

    ResponderExcluir
  3. Eu já li o livro e é bom mesmo, mas não sou tão fã quanto você rsrs
    Quero muito ler Walking Disaster, enquanto lia Belo Desastre ficava imaginando na visão do Travis.

    ResponderExcluir
  4. Eu quero muito ler esses livros, mas ainda não tive oportunidade de compra-los. Gostei da resenha.

    ;)

    http://pseudonimoliterario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Ataque histerico acontecendo em 3,2...
    AHHHH eu quero mto mto mto mto esse livro *_____*
    E amei a capa britânica ela é muito lindaa!
    Travis eu espero por vc *___*
    AHAUAHUHA
    Bjoos sua linda !

    ResponderExcluir
  6. Gostei da sua resenha e não me odeie pelo que vou dizer: eu detestei o livro.
    Achei 'mais do mesmo'. Mesmos diálogos, mesmas cenas, mesmo 'mimimi'.
    Eu gostei MUITO de Belo desastre, apesar de achar o Travis um tanto grosso e neurótico compulsivo sem noção, o lado meiguinho "não quero te perder" faz com que caiamos nas graças do livro.
    Porém em Walking disaster... Ô leiturinha pra se arrastar!
    A autora deveria ter focado em outra época dos personagens, em outra situação, começado A PARTIR do epílogo.
    Ela construiu o Travis tão bem no primeiro livro, que eu (humilde pessoa) não vi a necessidade de mais. Principalmente, como eu disse antes, a repetição de diálogos me incomodou MUITO.
    Por favor, não me crucifiquem auauhauahauah

    Beijos
    Isa
    www.passaporteliterario.com

    ResponderExcluir
  7. Não li Belo Desastre, apesar de muitas pessoas falarem que é muito bom.
    Então li por cima tua resenha, p conhecer um pouco do outro livro sem acabar com as surpresas do primeiro.
    E admito que tu me deixou empolgada com uma história que eu nem sei direito sobre o que fala ahahahahahahaahahah

    ResponderExcluir
  8. É impossível fazer uma resenha de um livro como esse sem soltar gritinhos agudos não é? UHAUAHUAHHAUAUHAUHUA ai gente, eu fico até emocionada de ver que eu não sou a única maluca que parece viver somente para que um dia o Travis me encontre. Mas amei sua resenha, fiquei tão empolgada com o Travis e a mãe dele, e o trabalho dele no final que me esqueci de falar na minha sobre o quanto a Abby foi chatinha nesse livro, queria mata-la também, e olha que eu nem fiquei com raiva dela em BD mas enfim, vamos aguardar até julho pra gente enfim, ter WD em mãos e poder ler de novo, já que não teremos mais Abby e Travis!

    ResponderExcluir
  9. Eu ameiii esse livro!!!
    Realmente tenho que concordar que o final eu quase tive um treco!!kkkkkkk
    Não tem como não amar o Travis, é simplesmente demais o livro.

    ResponderExcluir
  10. Ainda não conhencia
    E com todo esse animo, fiquei bem curiosa
    Agora já esta na lista

    Beijos
    @pocketlibro
    http://pocketlibro.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  11. A capa de UK é linnda mesmo!
    Eu ainda não li Belo Desastre e inicialmente não tinha muita vontade de ler, porém depois de várias e várias resenhas positivas que li, não tem como não querer descobrir o porque o livro é tão bem falado né?
    Gostei da ideia da autora de fazer um livro sobre um ponto de vista e outro livro de outro ponto de vista, os dois da mesma história. Acho que um acaba completando o outro, trazendo cenas que não foram descritas em um, sendo descritas em outro.
    Com a sua resenha de Walking Disaster, fiquei mais curiosa ainda para ler esses livros da Jamie, mas vou esperar Walking Disaster ser lançado aqui pois como não tenho o dom de ler em inglês, se gostar de Belo Desastre não irei aguentar esperar o lançamento do outro! hehe

    Beeijos,
    iSteh

    ResponderExcluir
  12. Ainda não li Belo Desastre, mas adoro alguns spoilers porque fico mais curiosa ainda para ler.
    É a primeira vez que ouço falar no livro e fiquei interessada em ler.
    Sem falar que a capa é linda!!

    ResponderExcluir
  13. Adorei os gifs kkkkkkkkkkkkkkk
    Deve ser um livro e tanto pra ter essas reações.
    Eu espero um dia poder ler e ficar igual a você!

    ResponderExcluir
  14. eu li soltando varias partes por que eu não queria ler spoillers, mas o que eu li me fez surtar!!!!! simplesmente perfeito quero muito aki no brasil, acho que nao vou poder me controlar e nao lançar logo

    ResponderExcluir
  15. Sim,sou uma das pessoas que não gostou da Abby,achei ela sem-graça,como ela consegue irritar mais nesse livro?!
    Parece melhor que Belo Desastre,o ponto de vista do Travis,eu quero*.*

    ResponderExcluir
  16. Nossa eu enlouqueci com esse livro tbm Fernanda!!
    Foi muito legal ver o ponto de vista masculino...
    Não teve como não me apaixonar pelo Travis e não fazer ohhhhh(kkkk) nas partes que achei ele um fofo.
    Enfim amei os dois livros.

    ResponderExcluir

Muito obrigada pela visita! Eu respondo por aqui mesmo ou pode deixar o link do seu blog que eu visito você :) Espero que você volte logo! Nanda ;)