Resenha: 'Perdida' de Carina Rissi

20 novembro 2012

Sinopse: Sofia vive em uma metrópole, está habituada com a modernidade e as facilidades que isto lhe proporciona. Ela é independente e tem pavor a menção da palavra casamento. Os únicos romances em sua vida são os que os livros lhe proporcionam. Mas tudo isso muda depois que ela se vê em uma complicada condição. Após comprar um novo aparelho celular, algo misterioso acontece e Sofia descobre que está perdida no século XIX, sem ter ideia de como ou se voltará. Ela é acolhida pela família Clarke, enquanto tenta desesperadamente encontrar um meio de voltar para casa. Com a ajuda de prestativo Ian, Sofia embarca numa procura as cegas e acaba encontrando algumas pistas que talvez possam leva-la de volta para casa. O que ela não sabia era que seu coração tinha outros planos...

Oi Gente! Já li Perdida há uns meses, mas ainda não tinha começado o blog aí não tinha como resenhar, e como a Carina está lançando o seu segundo livro (Procura-se Um Marido, que o correio ainda não trouxe e eu já tô me perguntando se só vai chegar no Natal :( mais uma desvantagem de morar no Norte, affs) e eu queria colocar algumas novidades do trabalho dela aqui, resolvi resenhar o seu primeiro livro, assim eu posso dar um cenário maior do que essa autora nacional que está se tornando tão querida escreve.

Mês passado eu postei um meme chamado Doenças Literárias e eu coloquei esse aqui como um livro doce :) Então se você gosta de livros assim, aqui vai a resenha :D

A Sofia tem 24 anos e vive no ano de 2010 e trabalha muuuito, ela não é exatamente feliz, ela é super cética e não vive sem as modernidades do nosso século, celular smartphone, computador, micro-ondas e essas coisas que a gente tem de modernidade (cooomo eu sou boa pra dar exemplo né gente?!). Enfim, ela é dona de uma personalidade forte, teimosa como uma porta, e muito decidida, com relação à maioria das coisas, quando ela não está relutante em aceitar o que deseja.

Um belo dia, ela resolve finalmente aceitar ir até um bar com a sua amiga Nina e os seus amigos, e ela começa a beber com eles, aí lááá pelo meio da noite ela fica obviamente um pouco bêbada, vai ao banheiro e deixa o seu celular cair na privada, olha só que maravilha.

No dia seguinte, ela acorda com a maior ressaca, é claro, e quando ela se dá conta que ela não tem mais um celular, ela enlouquece e sai correndo pra comprar um novo, chegando na loja, ela encontra uma mulher muito estranha, que vende pra ela um aparelho que promete fazer tudo, tipo imprime copia e escaneia e diz que ele é exatamente o que ela precisa e sempre quis na vida, e por um ótimo preço, claro que ela leva né? Ao ligar o aparelho, ela enxerga um clarão que cobre tudo e de repente BAM! ela está perdida, no ano de 1830, no século XIX.

Algo está totalmente errado. Será que ela bebeu demais na noite anterior? Deve ser a ressaca com certeza...Ou será que a batida na pedra deixou ela louca? Porque as pessoas estão todas fantasiadas... é um baile ou um desfile ou coisa parecida? Perdida no século XIX e sem poder voltar pra casa, ela vê que vai ter que aprender a se virar não só sem as maiores tecnologias que ela sempre tinha, mas também sem as necessidades básicas: sem energia elétrica, chuveiro, condicionador, banheiro (omg), fora o jeito dela falar, que é totalmente diferente do de todo mundo e é tudo hilário, morri de rir com várias cenas.

"Observei a casinha por um longo tempo. Era surreal demais!
A casinha era exatamente isso, uma casinha de madeira, há quase um quilômetro da casa imensa. Era tão baixa que alguém precisaria se abaixar para entrar nela, até tinha uma pequena janela. Dentro, havia algo parecido com um caixote de madeira com tampa e dois buracos lado a lado na tampa.
Pensei um pouco sobre os buracos. Pra que dois? Seria buraco para líquidos e buraco para sólidos? Ou seria para interação social. Você convida alguém para ir até a casinha e bate um papinho enquanto faz... a oferenda?"

Será que Sofia irá se adaptar à nova vida? Poderá um dia voltar para casa? Enquanto tudo isso está dando um nó na cabeça dela, ela tenta desesperadamente voltar para nosso século. Como se não fosse suficiente, ela ainda tem de lidar com os sentimentos pelo incrível Ian Clarke, um cara que faz as mulheres de todos os séculos suspirarem.


“Ian era diferente dos caras que eu conhecia, sempre tão educado e atencioso. Mas assim eram todos os homens daquele século. Alguma coisa naqueles olhos escuros me fizeram confiar nele, aceitar sua ajuda, querer falar com ele e... querer tocá-lo de forma nada educada! Um tremendo erro! Um erro que depois me machucaria muito. Precisaria ser cuidadosa e evitar ficar sozinha com Ian. E precisaria, acima de tudo, manter minhas mãos bem longe dele!”


O livro tem tudo o que nós (chicklitianas assumidas) temos direito, uma mocinha em perigo, um príncipe encantado e um problemão que eles tem que resolver. O que mais eu gostei na Sofia é que o livro preferido dela é Orgulho e Preconceito, meu livro favorito no mundo todo :) As dificuldades são contadas de forma verossímil, a narrativa tem uma ótima fluidez e de um jeito que faz a gente mergulhar na história, acho que o fato de ser literatura nacional fez eu me sentir mais próxima, me identifiquei mais com a linguagem e com o jeito que a Sofia se sente perante as dificuldades de estar dois séculos antes do nosso.


Carina Rissi (Facebook - Site - Twitter)

A Carina se tornou uma das minhas autoras nacionais preferidas dessa nova geração, e com esse conto de fadas moderno ela me ganhou! :D A capa capta perfeitamente a essência do livro e esse livro tem algo que não vejo na maioria dos livros nacionais: páginas amareladas! Muito melhor para ler. O livro foi bem revisado (encontrei pouquíssimos erros, coisas de letra faltando e tal, mas em 2 ou 3 situações apenas) e com capítulos bem divididos, adorei mesmo.

Perdida (Saraiva - Skoob)
Autora: Carina Rissi
Editora: Baraúna Editora
Categoria: Literatura Nacional/Romance
Número de Páginas: 472

Perdida tem continuação sim, (a Carina já falou) mas ainda não tem data pra ser lançado, ela está trabalhando em outros projetos #paraanossaalegria. Tô enlouquecendo mesmo pra ler Procura-se Um Marido, e pra aumentar a curiosidade de vocês, aqui tem até a página 47 dele :)


Beijos, Nanda

17 comentários:

  1. Flor, tem selinho pra você lá no blog! Espero que goste!

    Beijos,

    Marcelle
    bestherapy.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Oi@
    Adorei conhecer seu blog!
    Seguindo!
    Beijos
    Rizia - Livroterapias
    Livroterapias.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Adorei a capa do livro, bem legal! Não me interessei muito pelo livro agora, talvez mais tarde ^^

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Marina, espero que você leia um dia, e me avisa o que achou!

      Excluir
  4. Fernadaaaaaa!!

    Que delícia de resenha! Amei demais!! Obrigada por me incluir entre suas autoras nacionais preferidas! Me sinto imensamente honrada!! ^^

    Beijoooos

    ResponderExcluir
  5. Oi, Fernanda!

    Ainda não li os livros dela, mas tenho muita vontade!

    Beijos!
    http://critiquinha.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Nataly! Espero que você goste assim como eu da leitura!

      Excluir
  6. Oi, Nanda,

    Adorei sua resenha! Fiquei com muita vontade de ler :) Boa dica.

    beijos

    ResponderExcluir
  7. Oii Fernanda,

    Muito bom este meme, a recomedação que eu mais gostei foi o diário da princesa, meg realmente é uma boa para começar!!

    Ainda não conhecia seu blog, mas já estou seguindo!

    Beijoos e sucesso com o blog!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Bruna! é Tia Meg é Diva né! Brigada pela visita e pels votos! Beijos

      Excluir
  8. Que máximo,a resenha ficou d+,ainda não li pq n achei muito bom,mas a resenha me deu vontade agora rsrs bjs (=

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah que bom Tamires! e espero que você a considere uma boa leitura como eu! :D beijos!

      Excluir
  9. Oi fer. Eu também amei esse livro, acho a autora maravilhosa por conseguir nos envolver numa leitura fofa, divertida e fascinante. Também amei o livro preferido dela ser o Orgulho e Preconceito, mas convenhamos né? O Ian tem uma grande semelhança com o gato do Mr, Darcy.
    bjos

    ResponderExcluir

Muito obrigada pela visita! Eu respondo por aqui mesmo ou pode deixar o link do seu blog que eu visito você :) Espero que você volte logo! Nanda ;)