Orgulho e Preconceito by Jane Austen

25 agosto 2012

Eu estava querendo começar a escrever resenhas aqui já faz um tempo, depois de muito pensar, eu cheguei a conclusão de que pra começar, e garantir que eu faça uma resenha razoável, tinha que ser um livro que eu já tinha lido várias vezes e que eu gostasse muito. Já perdi a conta de quantas vezes eu li 'Orgulho e Preconceito', faz alguns anos que eu o li pela primeira vez e ele se tornou na hora um dos meus livros favoritos.

A primeira vez que eu ouvi falar desse livro foi quando eu estava lendo uma crítica ao livro 'O diário de Bridget Jones', pra saber se eu comprava ou não, aí eu tomei conhecimento da homenagem da tia Helen Fielding. O nosso Mark Darcy (mentira que ele é da todo da Bridget), é um advogado sério, tímido, bem-sucedido, reservado e romântico *.*, e foi inspirado no personagem Fitzwilliam Darcy, o protagonista masculino da história e o TOP 1 das minhas paixões literárias.



'Orgulho e Preconceito' (1797), é a obra mais conhecida de Jane Austen, após a popularização do livro, o  romance inglês deu um salto em modernidade, porque ela desenvolvia os conflitos das suas obras dentro de um contexto do cotidiano de pessoas comuns, a autora faz uma crítica à sociedade inglesa da época, de uma forma leve e irônica, o que já foi revolucionário para o início do século XIX. Para entender melhor a importância da sua obra para os ingleses, é só falar que eles elegeram 'Orgulho e Preconceito' o segundo livro mais importante da sua literatura. Então eu achei bem rápido o livro com essa capa que eu coloquei em cima, e paguei bem baratinho na época, não foi nem dez reais, pois a versão é da editora Martin Claret, então não tem desculpa pra não ler!!

O livro narra a história de Elizabeth Bennet, a segunda filha de 5 filhas da família Bennet, filhas de um proprietário rural em Hertfordshire, que não fica muito longe de Londres. Naquela época, a maior preocupação das mulheres era arranjar um bom casamento, e as filhas dos Bennet tinham a pessoa certa pra assegurar que isso acontecesse (not), a mãe de todas essas meninas tem uma só meta na vida, ver todas as suas filhas bem casadas, e faz de todo o possível pra que isso aconteça.

A nossa protagonista tem de lidar com problemas relacionados à educação, à cultura, à moral, e à sua maior certeza e ao maior dos seus problemas, ela só aceita se casar se for por amor. Eu acho que eu posso contar o início do romance né?! Lá vai:

No início, o Sr. Charles Bingley, um jovem e rico cavalheiro, aluga uma propriedade perto da casa dos Bennet pra passar uma temporada, e ele vem acompanhado da sua irmã Srta. Caroline e o seu melhor amigo, o Sr. Darcy. O Sr. Bingley é muito bem recebido pela cidade e em um baile conhece a família Bennet e na mesma hora se interessa por Jane Bennet, a filha mais velha dos Bennet. Mr. Darcy mantém uma postura mais distante e desconfiada das pessoas do campo, e a sua irmã não aprova o interesse de Bingley pois considera Jane socialmente inferior à eles. O Sr. Darcy não aceita dançar com Lizzie (Elizabeth Bennet) no baile e desde então, ela o trata com a mesma indiferença. 

O que me faz gostar mais da história: não tem uma donzela suspirando por um amor impossível de um lado e um cavalheiro simpático do outro, pelo menos não de cara.

Recuperado o bom humor, Elizabeth quis que o sr. Darcy lhe explicasse como se havia apaixonado por ela.
- Como tudo começou? - disse ela. - Posso compreender que você tenha aos poucos se encantado, uma vez nascido o sentimento; mas como ele começou?
- Não sei determinar a hora, o lugar ou o olhar, ou as palavras que lançaram os fundamentos. Faz muito tempo. Já estava no meio quando percebi que tinha começado.

 Orgulho e Preconceito ~ Jane Austen.

Um clássico pra entrar na lista 'tem que ler'. E eu paro de falar do livro por aqui que é melhor né :p


Existem algumas versões de filmes baseados na obra, e geralmente o filmes quase nunca estão à altura dos seus livros. Na minha opinião, esse é uma exceção, a versão de 'Orgulho e Preconceito' com a Keira Knightley e Matthew Macfadyen é linda. Posso dizer sem dúvida que é o meu filme favorito :) de saber as falas decoradas e as citações e ainda assim assistir de novo e de novo. Vou deixar o trailer aqui em baixo, se você, como eu é apaixonado por um bom filme no cenário de séc. XIX, tá aí uma dica pra você.


Tenham um bom sábado folks.



2 comentários:

  1. j'aiiiiime trooooop ce liiivreeeuh!!! :D

    ResponderExcluir
  2. estou acabando de ler...gente que livro maravilhosooo *-----*
    e o filme entao? voce se apaixona pelo mrs. Darcy..
    beijo querida

    ResponderExcluir

Muito obrigada pela visita! Eu respondo por aqui mesmo ou pode deixar o link do seu blog que eu visito você :) Espero que você volte logo! Nanda ;)